Home / Notícias / SETPS corta gratuidade em ônibus para policiais civis; militares estão ameaços de perder o benefício

SETPS corta gratuidade em ônibus para policiais civis; militares estão ameaços de perder o benefício

Policiais militares também podem começar a pagar a tarifa

O Sindicato das Empresas de Transporte Público de Salvador (SETPS) cortou o direito à gratuidade de aproximadamente 2.300 policiais civis nos ônibus da capital baiana. O acordo feito com o governo do estado já durava 10 anos, conforme Maurício Barbosa, secretário de Segurança Pública. “Encaminhei para a análise da PGE (Procuradoria Geral do Estado) para saber da legalidade dos aspectos jurídicos e da disponibilidade orçamentária para atendermos o pedido”, declarou Barbosa. O Sindpoc (Sindicato dos Policiais Civis da Bahia) confirma o final do benefício. “Trata-se de uma questão política, estamos tentando resolver para não termos que convocar uma assembleia”, conta Marcos Maurício, presidente do sindicato. Horácio Brasil, representante do SETPS, quer uma compensação financeira para continuar oferecendo a gratuidade aos policiais. “É preciso que o poder público subsidie, como acontece em outros estados, e pague o valor integral usado pelos policiais, senão quem vai pagar a conta é a população”, cobrou. Os policiais militares fardados ainda têm acesso gratuito aos ônibus, mas o SETPS avisa que esse benefício também passará por análise.

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios *

*

18 + 5 =