Home / Brasil / Padre acusado de abuso escondia preservativos embaixo de santa, acusa vítima
Padre durante cerimônia religiosa com uma das vítimas

Padre acusado de abuso escondia preservativos embaixo de santa, acusa vítima

A jovem de 19 anos, que diz ter sido vítima de estupro pelo padre Emilson aos 13, e que aparece em cenas de sexo com o religioso, diz que o pároco usava uma imagem da Igreja para esconder os preservativos.
“Ele guardava camisinhas debaixo de uma santa na casa paroquial. Achava um desrespeito. Quando reclamava, ele ria”, disse a jovem ao jornal Extra.

Ainda de acordo com a jovem, o padre tinha uma banheira de hidromassagem em forma de coração dentro da casa paroquial da Igreja Nossa Senhora do Rosário e São Benedito, onde foi pároco até 2009.

A polícia ouviu nesta quarta-feira (27) a jovem, de 15 anos, que apareceu em vídeo fazendo sexo com um padre. Ela confirmou que participou elaborado pelo pai de duas outras jovens. que teriam sido vítimas do religioso.

A testemunha disse ainda que mantinha relações sexuais com o padre desde os 14 anos. “Ela disse claramente que aquela não foi a primeira vez. O relato se aproxima muito do depoimento da outra menina, de 19 anos, também seduzida por presentes” disse a delegada Marta Dominguez, da Delegacia Especial de Atendimento a Mulher (Deam) de Niterói.

De acordo com a delegada, apesar disso, o ato sexual não configura crime. “Ela tinha mais de 14 anos e não houve violência ou ameaça”. Mas a situação do padre ficou mais complicada. Um novo relato da menina de 19 anos, que também aparece no vídeo, resultou em novo indiciamento do padre por estupro.

Ela relatou à delegada que o padre a convenceu a fazer sexo oral com ele quando ela tinha 13 anos. O advogado do padre, Roberto Vitagliano, disse que o vídeo feito pelo pai das duas jovens é ilegal. Informações Correio

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios *

*

três × 5 =