Home / Brasil / Traficante supostamente traído pela namorada com jogador do Vasco é chamado de ‘Tufão’ na comunidade
Dayana teria envolvimento com traficante

Traficante supostamente traído pela namorada com jogador do Vasco é chamado de ‘Tufão’ na comunidade

Após a tortura do jogador Bernardo, meia do Vasco, o clima continua tenso no Complexo da Maré. Segundo reportagem da revista VEJA, o bandido Marcelo Santos das Dores tem sido alvo de brincadeiras contra sua “honra” após ter sido traído por uma de suas namoradas, a Dayana Rodrigues, de 23 anos. Conhecido como “Menor P” ou “Astronauta”, Marcelo virou “Tufão” em pichações de muros da comunidade – numa alusão ao personagem da novela “Avenida Brasil” que era frequentemente traído por sua mulher.

A musa que fez tanto o jogador quanto o criminoso perderem a cabeça nega que tenha um relacionamento com o traficante, mas suas relações com ele são evidentes, a começar pelo corpo: a musa do Complexo tem uma tatuagem com a letra “M”, em uma singela homenagem a “Menor P”. Segundo a publicação semanal, os dois estão juntos há cerca de dois anos e ela já teria recebido do bandido dois carros, sendo o último deles um veículo Peugeot 308. “Menor P” também chegou a montar uma loja de sapatos para a jovem, que é uma de suas três mulheres fixas.

Quando soube que os dois estavam ganhando intimidade em um baile dentro do Complexo, o traficante perdeu o controle. Rendeu os dois, torturou o jogador do Vasco e fez sete disparos contra as pernas da jovem, que mais tarde alegaria na delegacia ter sido vítima de sete balas “perdidas”. Bernardo só não teve o mesmo fim do que dezenas de inimigos do traficante porque o jogador Wellington Silva, do Fluminense, que também estava no local, lembrou a “Menor P” as consequências de assassinar uma figura de renome nacional. Embora feridos, os três escaparam com vida e, com medo, negam que o incidente aconteceu. A própria mãe de Bernardo segue negando que o filho tenha sido alvo de violência no Complexo da Maré; ainda assim a polícia decidiu intimá-lo a depor como vítima de tortura nas mãos de “Menor P”. Informações IBahia

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios *

*

3 × 2 =