Home / Notícias / Veículo batido por João Henrique pertence a empresa acusada pelo TCM de favorecimento na gestão do ex-prefeito
Batida ocorreu na na manhã desta quarta-feira

Veículo batido por João Henrique pertence a empresa acusada pelo TCM de favorecimento na gestão do ex-prefeito

O automóvel que o ex-prefeito João Henrique de Barradas Carneiro colidiu contra um poste nas imediações do Clube Espanhol, na manhã desta quarta-feira (24), pertence à LM Transportes, Serviços e Comércio Limitada. A empresa é uma das que têm contrato com a prefeitura contestado, conforme o parecer do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), que recomendou a rejeição do exercício do gestor em 2010. O relatório considerou “irrazoável” a locação de veículos junto à companhia e à Tradekar, com dispensa de concorrência pública, a um valor de aproximadamente R$ 144 milhões. Diz o TCM: “Foi questionada a forma do pregão utilizado, que neste caso foi o presencial, tendo a administração abdicada do pregão eletrônico que em sua essência poderia ampliar o número de interessados.

Além disso, as empresas vencedoras não apresentaram as exigências mínimas relativas às máquinas, equipamentos e pessoal técnico especializado, consideradas essenciais ao objeto da licitação, mediante a apresentação de relação explícita e da declaração formal da sua disponibilidade. Por fim, a Administração Municipal ignorou no processo licitatório o seu preço máximo fixado de R$ 136.118.244,72 para a contratação dos serviços, superando o valor estimado em R$ 7.881.695,04, contrariando o diploma legal do seu ordenamento jurídico, tendo em vista o inciso III, art. 9º da Lei Municipal n.º 6.148/2002″. O carro popular usado por JH no momento do acidente – um Palio prata 1.0, fabricado em 2011, placa NZM 8326, de Salvador/BA – chamou à atenção da imprensa, que especulava ser parte de um disfarce para que ele não fosse reconhecido pelo público. Informações Bahia Notícias

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios *

*

13 − 3 =