Home / Esportes / Bahia conquista primeiro ponto

Bahia conquista primeiro ponto

Pouco mais de 4 mil torcedores contrariaram o movimento Público Zero. Não adiantou a torcida. Quem foi ao Estádio de Pituaçu na noite desta quarta-feira (29), mais uma vez, não viu um triunfo do Bahia. Contra o Coritiba, apesar  da luta da equipe, o tricolor amargou um simples empate sem gols. Cristóvão Borges, ainda sem vencer à frente do esquadrão, terá pouco tempo para ajustar o time visando a terceira rodada do Brasileirão. Domingo (2), no Rio Grande do Sul, o Bahia enfrenta o Internacional, às 18h30.

Jogo
O Bahia, surpreendentemente, começou um pouco melhor. Foram dez minutos de maior posse de bola, explorando principalmente o lado esquerdo. A superioridade, porém, não foi suficiente para exigir grandes defesas do goleiro Vanderlei, mero espectador na primeira etapa. Aos 11, o esquadrão teve uma grande chance de abrir o placar. Após escanteio do Coritiba, a defesa cortou o lance. Sobrou para Marquinhos.
O camisa 10 arrancou com velocidade em um contra-ataque que ficaram dois atacantes contra apenas um defensor. Marquinhos e Ryder se enrolaram na jogada e nada fizeram.
Lomba salva

O Coritiba, apesar do falso domínio tricolor, foi quem criou as melhores chances do primeiro tempo. Aos 26, em cobrança de falta, Alex exigiu a primeira defesa de Marcelo Lomba. O goleiro tricolor seria importante mais uma vez, aos 28 minutos. Alex cruzou na área e Deivid, sem marcação, cabeceou. O camisa 1 pulou no canto e salvou.
O time visitante teve motivo para reclamar da arbitragem. Aos 38, após boa jogada, o atacante Geraldo foi derrubado na grande área por Titi. O árbitro alagoano considerou o lance normal e não marcou.
Segundo tempo

O Bahia, enfim, conseguiu botar o goleiro Vanderlei para trabalhar na partida. A primeira intervenção do arqueiro paranaense só aconteceu aos 6 minutos da etapa final. Após falha da defesa, o volante Hélder bateu no canto e o camisa 1 conseguiu espalmar. Desta vez, no segundo tempo, foi o Bahia quem reclamou do árbitro Francisco Carlos do Nascimento. Lucas Fonseca, na cobrança de falta, foi puxado pelo zagueiro Chico e caiu. O pênalti foi ignorado pelo juiz.

Bahia pressiona, mas não faz o gol
Aos 15 minutos, de fora da área, Marquinhos botou Vanderlei para trabalhar. Bateu forte e o goleiro do Coritiba defendeu. Era pressão tricolor. Aos 23, com poucos segundos em campo, o atacante Potita deu uma de garçom e deixou Hélder na frente do gol. O volante, no entanto, errou o domínio e viu a bola parar nas mãos de Vanderlei.

O tricolor conseguiu, aos 30 minutos, criar a melhor oportunidade do jogo. No contra-ataque, Marquinhos ganhou na velocidade do volante Gil e ficou de frente para o goleiro Vanderlei, sem qualquer sombra. Olhou para o gol e mandou uma bomba por cima da meta.

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios *

*

cinco + 8 =