Home / Destaque / Bahia é eliminado da Copa do Brasil

Bahia é eliminado da Copa do Brasil

O Bahia venceu o Luverdense por 1 a 0 na noite desta quarta-feira (15), mas foi eliminado da Copa do Brasil na segunda fase. Na primeira partida, semana passada, o Luverdense fez 2 a 0 e veio para Salvador com vantagem. O tricolor baiano precisava pelo menos repetir o placar para levar a decisão para os pênaltis, mas mostrou em campo um futebol sem objetividade, jogou mal e não conseguiu criar boas chances. O gol de Rafael Donato não foi o suficiente para fazer o Bahia avançar no torneio.

Em campo, o Bahia trazia algumas mudanças em relação à histórica goleada para o rival Vitória, no domingo. No gol, Omar. A zaga foi formada com Rafael Donato e Titi. Nas laterais, os garotos Madson e Jussandro. No meio, só dois volantes – Toró e Fahel – e Anderson Talisca e Zé Roberto. Adriano e Fernandão eram os atacantes e esperança de gols.

Nas arquibancadas, nada do tradicional apoio da torcida tricolor. A promessa era de público zero, mas alguns poucos torcedores ainda compareceram ao estádio – segundo relatos, a diretoria tricolor doou cortesias em uma tentativa de fazer com que a Arena não ficasse tão vazia. Nos números oficiais divulgados, o público total foi de 2331 pessoas – 1706 pagantes e 625 não pagantes.

Agora, o tricolor encara outra missão praticamente impossível: depois de levar 7 a 3 para o Vitória na Fonte Nova, o Bahia precisa reverter essa vantagem se quiser ser campeão baiano. A partida de volta da final acontece no domingo (19) no Barradão

Primeiro tempo e vaias
O estádio estava praticamente vazio, mas mesmo assim o Bahia foi vaiado em alguns momentos do primeiro tempo e no intervalo. O time começou já vendo o visitante arriscar. Com marcação forte e se aproveitando de jogadas rápidas, o Luverdense esteve mais perto de marcar no primeiro tempo. Aos cinco minutos, Raul Prata cruzou na área e Edinho cabeceou para  o gol – a bola foi na rede pelo lado de fora. Em cinco minutos, também, dois jogadores do Bahia ficaram pendurados depois de faltas duras – primeiro, Rafael Donato e depois Toró. No segundo tempo, ainda, Marquinhos Gabriel e Fahel, do tricolor, também levaram amarelo.

Aos 13 minutos, a primeira chance do tricolor. Madson jogou na área depois de cobrança de falta e Rafael Donato cabeceou tentando marcar, mas mandou por cima do gol. Mais à frente, o time teve chance parecida, mas dessa vez o desvio foi feito por um jogador do próprio Luverdense, quase enganando o goleiro – Donato tentou alcançar a bola, mas o goleiro Gabriel ficou com ela.

Aos 22, nova chance para o Luverdense. Marcelo Maciel cruzou e Tozin desviou, mas Omar, ligado, conseguiu fazer a defesa. Para o Bahia, Fahel arriscou de fora da área em belo chute, mas a bola foi para fora. No fim do primeiro tempo, Tatu cabeceou de dentro da área, firme, mas mandou em cima do goleiro Omar, bem posicionado para fazer mais uma defesa.

Gol e desclassificação
Na volta para o segundo tempo, uma mudança no Bahia: Jussandro saiu para dar lugar a Hélder, para se preocupar em marcar mais pela lateral. Logo no começo, Zé Roberto cobrou falta com perigo na área, mas a bola saiu – e o juiz parou o lance marcando falta no goleiro Gabriel.

O Luverdense respondeu com perigo. Aos 6 minutos, Rafael Tavares cobrou falta e Júlio Terceiro perdeu na cara do gol, deixando a bola sair. Aos 14 minutos, o Bahia mudou de novo: Anderson Talisca saiu para entrada de Marquinhos Gabriel.  Pouco depois, em cobrança de falta, a bola foi passando pela área do Luverdense e ninguém desviou. O goleiro Gabriel espalmou e mandou para escanteio. Na cobrança, surgiu o gol: de peixinho, quase no chão, o zagueiro Rafael Donato cabeceou e abriu o placar, marcando seu primeiro na volta ao Bahia.

O Luverdense quase empatou na sequência com uma bola no travessão: cruzamento na área e o atacante Tozin subiu mais alto que a zaga e cabeceou forte, mandando na trave. A última mudança do técnico auxiliar Eduardo Barroca, no comando do time, foi colocar Diones no lugar de Toró.

Apesar de estar mais perto do objetivo com o gol marcado, o tricolor não conseguiu crescer em campo em busca do segundo. O Bahia só voltou a assustar aos 36 do segundo tempo. Adriano ganhou na área, atrasou para Marquinhos Gabriel, que foi travado ao chutar. A bola sobrou novamente para Adriano, que mandou para o gol – houve desvio de jogador do Luverdense e a bola saiu.  Aos 41, nova chance com Marquinhos Gabriel, que cobrou bem uma falta e exigiu bela defesa do goleiro.

Com o resultado final do jogo, o Luverdense segue na Copa do Brasil e aguarda resultado de confronto entre Confiança e Fortaleza para conhecer o adversário. Ao Bahia agora, ainda sem técnico, resta se concentrar na final do Baianão e já pensar no início do Brasileirão. Informações Correio da Bahia

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios *

*

dez − um =