Home / Esportes / Brasil faz 4 a 2 na Itália

Brasil faz 4 a 2 na Itália

Em um jogo emocionante, o time de Felipão venceu a Itália, em Salvador, por 4 a 2, na tarde deste sábado (22), e passou às semifinais da competição com 100% de aproveitamento. Neste domingo (23), o time de Felipão conhece seu próximo adversário, com Uruguai e Nigéria como os mais cotados. Já os italianos provavelmente terão a temida Espanha pela frente.

No jogo do Brasil com menos problemas causado pelas manifestações que varrem o país, os quase 50 mil torcedores quem foram à Fonte Nova vibraram com quebras de tabu, reviravoltas e belos gols. Assistiram também uma seleção cada vez mais azeitada no ataque, mas que mostrou uma fragilidade defensiva, mesmo contra uma Itália desfalcada de Pirlo e De Rossi, seus principais articuladores de jogadas, que parecia enterrada.

Como havia acontecido contra o México, em Fortaleza, o jogo começou com atmosfera perfeita para a seleção, depois que os baianos continuaram a cantar o hino nacional depois que a versão encurtada da Fifa parou de tocar na Fonte Nova.

E o time começou sufocando a Itália. No primeiro minuto, Hulk já exigiu defesa difícil de Buffon. Mas a Itália não é Japão, e com pouco tempo conseguiu esfriar a pressão brasileira.

Aos 8min, David Luiz fez falta boba e violenta, no campo adversário, em Balotelli e levou o cartão amarelo. Pior aconteceu seis minutos depois, quando o zagueiro do Chelsea, que já havia sofrido uma fratura no nariz contra o Japão, jogou a bola para fora e foi ao chão reclamando de contusão. Mas ficou só no susto nesta hora e ele continuou em campo.

O Brasil mais batia do que jogava. Com 20 minutos do primeiro tempo, já eram dez faltas cometidas, contra apenas três dos italianos. E o segundo amarelo do jogo foi para outro atleta do time anfitrião: Neymar.

Com sucesso na missão de esfriar o jogo, a Itália sofreu com contusões. E com 30 minutos precisou fazer duas substituições, com as entradas de Maggio e Giaccherini nas vagas, respectivamente, de Abate e Montolivo.

Mas Felipão também precisou mudar. David Luiz acabou não resistindo e precisou ser substituído. A torcida baiana ficou eufórica com o substituto _Dante nasceu no Estado.

Em um de seus primeiros lances, Dante furou feio numa bola lançada para Balotelli. Mas logo depois ele se recuperou com um enorme lucro.

Aos 46min, Neymar bateu falta pela esquerda, Fred ganhou da zaga e cabeceou. A bola foi espalmada por Buffon, mas o rebote acabou com Dante, que chutou cruzado para fazer o primeiro gol do jogo.

Antes do fim do primeiro tempo, o Brasil ainda teve tempo de levar outro amarelo, para Luiz Gustavo, que brecou contra-ataque dos italianos com falta.

O segundo tempo começou e logo a Itália empatou com um jogador que também entrou durante a partida. Aos 6min, depois de tiro de meta cobrado por Buffon, Balotelli fez belo passe para Giachherini, que avançou pela esquerda e chutou rasteiro para marcar.

O Brasil não havia sofrido gols nos últimos três jogos que disputou.

Mas durou pouco a igualdade, com Neymar quebrando tabus. Aos 9min, em falta cavada por ele e contestada pelos italianos, o atacante, com um chute no ângulo, fez o segundo do Brasil. O jogador do Barcelona não havia marcado nos oito jogos anteriores da seleção contra rivais europeus. E o Brasil não fazia um gol de falta há quase dois anos.

Era o dia para acabar com “secas”. E, aos 21min, foi a vez de Fred, depois de lançamento primoroso de Marcelo, bater Buffon e fazer seu primeiro gol em quatro jogos.

Mais irritado do que o normal, Neymar foi substituído por Felipão, já que o número 10 tinha cartão amarelo e poderia ser expulso e ficar fora das semifinais. Quem entrou foi Bernard, que o treinador, impressionado com ele nos treinos, queria testar.

E o atleticano não deu sorte. Aos 26min, após cobrança de escanteio, a bola sobrou para Chiellini chutar rasteiro e diminuir a vantagem dos brasileiros, que reclamaram do juiz alegando que ele havia apitado antes da bola entrar.

Temendo o empate, Felipão fechou o time, colocando o volante Fernando no lugar do atacante Hulk. Mas a defesa continuava uma peneira. Aos 35min, Maggio subiu sozinho e acertou o travessão. Logo depois Balotelli quase empata.

Mas, se esta Itália sabe jogar, mostra também que desaprendeu a marcar. Aos 42min, Marcelo chutou, Buffon deu outro rebote e Fred, sozinho, fechou o placar.

Foi a senha para a torcida, em lua de mel com o time, começar a gritar olé.

A seleção tem previsto um treino neste domingo ainda em Salvador. No meio da tarde, parte para Belo Horizonte, onde decide a vaga para a final da Copa das Confederações.

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios *

*

4 − um =