Home / Esportes / Vitória vence e lidera

Vitória vence e lidera

A freguesia continua. Ou melhor, aumenta. Na noite deste sábado (1º), no Barradão, o Vitória continuou a série de partidas sem perder para o Vasco da Gama em Salvador, em confrontos válidos pelo Campeonato Brasileiro. Desta vez, o responsável pelo triunfo foi o centroavante Dinei, autor de dois gols no triunfo por 2 a 0. Agora, com nove jogos de invencibilidade, o rubro-negro baiano ampliou o jejum carioca de não vencer na capital baiana para vinte e três anos. O que não faltam são razões para comemorar o triunfo. Com o resultado, ainda que faltem outros jogos na rodada, o Vitória assume a liderança do Brasileirão.
Leão em cima e gol anulado
O início da partida foi controlado pelo Vitória que, logo aos 4 minutos, quase chegou ao primeiro gol. Renato Cajá cruzou na área e a defesa do Vasco, de forma errada, pediu impedimento que não foi marcado. Dinei, livre de marcação, cabeceou por cima do gol.

A pressão continuou. Aos 8, Escuderou levantou e a bola passou na frente do goleiro Michel Alves, sem ninguém para complementar. Só dava Vitória. Aos 11, em outro lance pelo lado esquerdo, o leão marcou. O lance, porém, foi anulado pelo assistente. Dinei empurrou a bola para o gol, após toque de escudeiro, mas foi marcado impedimento duvidoso do camisa 9.
Apesar da superioridade rubro-negra, aos 21 minutos, o time carioca conseguiu assustar com o jovem Dakson. O meia bateu de fora e levou perigo ao goleiro Wilson. Muito pouco para um time que, em quase toda primeira etapa, se preocupou apenas em  marcar.
Vitória na frente

O time baiano merecidamente abriu o placar. Aos 31, o zagueiro Gabriel Paulista fez um longo lançamento. Perfeito. Escudero aproveitou o vacilo do zagueiro Luan e entrou na grande área. Rolou para o meio, onde estava Dinei. O camisa 9 bateu e inaugurou o marcador. Vitória 1 a 0.
O time do Vasco, mesmo depois de sofrer o gol, continuou o mesmo. Muita correria e pouca qualidade. Aos 41, o jovem Dakson tentou amenizar a situação. Bateu de fora e levou perigo à meta do Vitória.
Vasco melhora, mas não empata
O Vasco, nos primeiros minutos do segundo tempo, voltou para partida com uma postura diferente. Logo aos 4, até então pouco acionado no jogo, o meia Pedro Ken resolveu arriscar. Bateu com força de fora e assustou o goleiro Wilson. No minuto seguinte, o Vasco empatou. O auxiliar, o mesmo que havia anulado um gol rubro-negro no primeiro tempo, apontou irregularidade em mais um gol. Dakson bateu da entrada da área e a bola, antes de entrar, desviou no zagueiro Gabriel Paulista. O assistente viu toque de Carlos Tenório, do Vasco, e anulou.

Dinei marca mais um

Arbitragem roubou a cena do jogo mais uma vez, aos 13 minutos. Após escanteio, o árbitro Heber Roberto Lopes viu pênalti em cima de Victor Ramos e marcou. Dinei bateu com muita categoria e marcou o segundo dele no Barradão. Vitória 2 a 0.

O rubro-negro, dono da partida, cadenciou o confronto. O Vasco, por outro lado, tentava diminuir o placar de qualquer maneira. Aos 33, em cobrança de falta, o meia Dakson soltou uma bomba e o goleiro Wilson brilhou. Fez linda defesa e evitou o primeiro dos cariocas em Salvador. E foi só. Informações e foto: Bahia Notícias

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios *

*

três × 2 =