Home / Brasil / CNJ arquiva representação contra Eliana Calmon

CNJ arquiva representação contra Eliana Calmon

A Corregedoria Nacional de Justiça (CNJ) arquivou a representação feita pelo desembargador William Roberto de Campos, do Tribunal de Justiça de São Paulo, contra a ministra do Superior Tribunal de Justiça, Eliana Calmon. Ele acusa a magistrada de conceder entrevista ao jornal Correio Braziliense e outros veículos de comunicação sobre uma suposta candidatura a deputada federal ou senadora em 2014. Para o ministro do CNJ, Francisco Falcão, Eliana não se declarou candidata. “Cuida-se, na verdade, de supostas ‘conversas’ e expressões utilizadas pela magistrada, bem como ‘cortejos’ por partidos políticos, não havendo nada em concreto a caracterizar a alegada atividade político-partidária”.

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios *

*

14 + 11 =