Home / Notícias / Outro laudo mostra que ‘conduta’ da médica causou acidente em Ondina

Outro laudo mostra que ‘conduta’ da médica causou acidente em Ondina

Outro lado produzido pelo Departamento de Polícia Técnica (DPT) da Polícia Civil referente ao acidente que matou os irmãos Emanuel Gomes, 21 anos, e Emanuelle Gomes, 23 anos, no início de outubro, no bairro de Ondina, em Salvador, foi juntado aos autos nesta quinta-feira (28).

Neste documento, a conduta da médica Kátia Vargas Leal é apontada como a responsável pela morte “por conduzir seu veículo sem a devida atenção e os cuidados indispensáveis à segurança do trânsito, obstruindo a corrente de tráfego da motocicleta”.

Conforme o laudo, estes seriam os motivos que teriam levados os irmãos a colidir contra o poste. A perícia realizada pelo DPT no local do acidente comparou os resíduos de substâncias nos capacetes de Emanuel e Emanuelle com a grade do hotel para determinar as causas do acidente.

Na última quarta-feira (27) foi anexado aos autos do processo outros dois laudos produzidos pela Polícia Civil. No primeiro os peritos informam que  “o momento exato do contato entre os veículos” não foi registrado pelas câmeras. No outro documento diz que os danos encontrados na moto dos irmãos são “típicos daqueles produzidos pelo impacto de veículo contra obstáculo fixo”.

Para o advogado da família dos irmãos, Daniel Keller, a defesa quer levar em consideração apenas o relatório da Coordenação de Perícias Audiovisuais, que diz não poder atestar o impacto e nãoleva em consideração os outros laudos.

Já Sérgio Habib, advogado da médica, há contradição no inquérito proposto pelo Ministério Público. “O laudo está dizendo que o crime foi culposo e não doloso, que ela foi negligente e não teve intenção de matar”. Texto: Maurício Medeiros / Foto: Correio

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios *

*

2 + 15 =