Home / Notícias / Defesa de Kátia Vargas pede nulidade do processo

Defesa de Kátia Vargas pede nulidade do processo

Ségio Habib, advogado de defesa da médica Kátia Vargas Leal, apontada como responsável pelo acidente que matou os irmãos Emanuel Gomes, 21 anos, e Emanuelle Gomes, 23 anos, em outubro passado, no bairro de Ondina, na capital baiana, entrou na última quinta-feira (19) com pedido de nulidade do processo do Ministério Público (MP) que acusa a oftalmologista de duplo homicídio triplamente qualificado. A medida pede ainda que ela não vá a júri popular.

“Logo após o acidente, o processo do MP apontava que uma das testemunhas da batida disse que o carro da médica bateu violentamente no moto.Essa testemunha mudou o depoimento e o MP também mudou a denúncia”, justificou Habib. Caso a nulidade seja aceita, o processo contra Kátia Vargas teria que iniciar a partir de antes do novo depoimento da testemunha.

A oftalmologista foi solta na última segunda-feira (16) depois de a defesa conseguiu alvará de soltura para Kátia, que estava presa desde 17 de outubro no Complexo Penitenciário da Mata Escura, em Salvador. Texto: Maurício Medeiros / Foto: Reprodução

 

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios *

*

2 × 2 =