Home / Notícias / Médicos do SAMU de Feira de Santana ameaçam demissão coletiva

Médicos do SAMU de Feira de Santana ameaçam demissão coletiva

Os médicos do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU) de Feira de Santana deram prazo até sábado (25) para o prefeito José Ronaldo (DEM) e a secretária de Saúde Denise Mascarenhas apresentarem propostas de reestruturação da infraestrutura e melhorias trabalhistas aos profissionais. Caso isso não ocorra, informa o Sindicato dos Médicos da Bahia (SindimedBahia), haverá demissão coletiva. A categoria reclama de não ter reajuste salarial há quatro anos, possuir apenas duas linhas telefônicas ligadas aos computadores, estado precário de conservação de utensílios necessários, equipamentos sucateados e pedem aumento no número de pessoal. Foto: Luiz Tito (Agência A Tarde)

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios *

*

onze − 10 =