Home / Brasil / Acusado de desviar R$ 3,5 milhões no mensalão tucano trabalha no gabinete de Aécio Neves

Acusado de desviar R$ 3,5 milhões no mensalão tucano trabalha no gabinete de Aécio Neves

Eduardo Guedes, jornalista e publicitário, apontado pela Procuradoria Regional da República como o autor dos repasses de R$ 3,5 milhões (R$ 9 milhões em valores corrigidos), da Copasa, Comig e Bemge à agencia SMP&B, de Marcos Valério, ainda em 1998, na campanha de reeleição do ex-governador Eduardo Azeredo (PSDB-MG), trabalha no gabinete do senador Aécio Neves (PSDB-MG), pré-candidato tucano à Presidência da República. Segundo reportagem da Folha de São Paulo desta quarta-feira (12), ele trabalha nos bastidores da pré-campanha do tucano. À época do escândalo, o acusado exercia o cargo de secretário-adjunto de Comunicação do governo de Minas Gerais.

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios *

*

quinze − nove =