Home / Brasil / MP aceita pedido de liberdade para militares acusados de arrastar corpo de mulher na viatura

MP aceita pedido de liberdade para militares acusados de arrastar corpo de mulher na viatura

O Ministério Público resolveu acatar o pedido de liberdade da defesa dos três policiais militares do Rio de Janeiro acusados de arrastar o corpo de Cláudia Silva Ferreira, 38 anos, morta no último domingo (16) no Morro da Cegonha, na capital Fluminense. Os subtenentes Rodney Miguel Archanjo e Adir Serrano Machado e o sargento Alex Sandro da Silva Alves foram soltos enquanto a Auditoria Militar não der a palavra final. O trio estava preso desde a última segunda-feira (17). Conforme o promotor Paulo Roberto Mello Cunha, da Auditoria da Justiça Militar Estadual, ainda não há provas para sustentar a detenção.

“Ainda não foram enviados elementos que embasem uma denúncia pelo Ministério Público, e a prisão em flagrante tem um prazo de cinco dias”, explicou Cunha. Uma investigação tenta descobrir se a bala que matou a auxiliar de serviços gerais partiu da arma dos policiais ou de traficantes.  A defesa alega que os militares não colocaram Cláudia no banco de trás da viatura porque o local estava repleto de armas e coletes à prova de bala. Foto: Marcelo Carnaval (Agência Globo)

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios *

*

17 + dois =