Home / Notícias / STF adia julgamento do pedido de prisão domiciliar de Marco Prisco

STF adia julgamento do pedido de prisão domiciliar de Marco Prisco

Depois da solicitação feita pelos advogados de defesa, a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) adiou para terça-feira (27) o julgamento do pedido de prisão domiciliar de Marco Prisco (PSDB), líder da greve da Polícia Militar da Bahia preso desde o último dia 18 de abril. No início deste mês o vereador da capital baiana foi internado no Hospital de Base, em Brasília, com problemas cardíacos e gástricos. Médicos do STF produziram relatório e entregaram ao ministro Ricardo Lewandowski na sexta-feira (16). O documento mostra que o tucano não apresenta cardiopatia que exija tratamento hospitalar ou em casa. Com base neste exame, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu a transferência do detento para o presídio federal de Porto Velho, em Rondônia. Foto reprodução

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios *

*

oito − 7 =