Home / Brasil / Comissão da OAB pede ao TSE cassação da candidatura de Levy Fidelix por homofobia

Comissão da OAB pede ao TSE cassação da candidatura de Levy Fidelix por homofobia

O candidato à presidência da república Levy Fidelix (PRTB) é acusado de homofobia e corre o risco de ter sua candidatura cassada. A ação foi movida pela Comissão de Diversidade Sexual da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), que pediu ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a cassação do registro de candidatura de presidenciável após declarações sobre os homossexuais em um debate político no último domingo (28) promovido pela Rede Record.

Levy falou que “aparelho excretor não reproduz” ao ser perguntado pela também candidata Luciana Genro (PSOL), sobre sua opinião em relação à união entre casais do mesmo sexo, além de ter comparado homossexualidade à pedofilia. Segundo a comissão da OAB, a fala de Fidelix incentiva o preconceito de gênero e fere a legislação eleitoral, os princípios constitucionais e os direitos humanos.

2 Comentários

  1. Queria essa eficiência era na casação dos fichas suja.
    O cara é sincero, agora entendo contra quem os ativistas gays lutam; contra os sinceros e corajosos; contra os que têm coragem de falar a verdade.Pás de hipócritas!!!

  2. Quero aproveitar o gancho e fazer uma denuncia aqui.O candidato Edson Ribeiro contrariou os moradores do Ana Lúcia 1 e 2 a a pracinha da mata com mais de 6 carros de som um atrás do outro por mais de meia hora fazendo propaganda pra Paulo Solto,isso causou uma revolta muito grande entre os moradores,se ele achou que essa palhaçada consegue votos o efeito foi ao contrario,teve muita gente falando que não vota mais no governador,pois nem um celular dava para atender,todos os comerciantes da pracinha da mata estavam revoltados.

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios *

*

cinco × quatro =