Home / Destaque / Copa do Nordeste: Vitória tem adversário inseparável; Bahia longas viagens

Copa do Nordeste: Vitória tem adversário inseparável; Bahia longas viagens

O acaso é insistente. Desde 2013, Vitória e América-RN sempre que possível caíram no mesmo grupo da Copa do Nordeste, o que vai se repetir na edição de 2017, cujo sorteio foi na última terça-feira (4), em João Pessoa. Foi também em 2013 que o Nordestão voltou ao formato de fase de grupos seguida de mata-mata. A única exceção ocorreu neste ano, quando o rubro-negro não participou da competição.

Representante rubro-negro no sorteio, o vice-presidente Manoel Matos analisou o grupo E, que tem também o Botafogo-PB e o Sergipe. “Dessa vez eu até pensei: vou escapar do América, porque pensei que a gente ia cair no grupo D. Mas o América parece que é uma sina. A gente ficou num grupo bom, que faz viagem para a Paraíba, Sergipe e Rio Grande do Norte. É um grupo que tem uma possibilidade boa de fazer uma boa primeira fase. Os cabeças de chave já são os favoritos da competição, mas acho que o Vitória é um grande favorito porque já vai estar com uma base formada. Já temos jogadores com contrato para 2017. Goleiro, zagueiro, meio de campo e atacante. A gente pode perder um jogador ou outro em função de mercado, mas já vamos fazer um trabalho agora, de novembro pra dezembro, de contratações para 2017″, afirmou.

O presidente do Bahia, Marcelo Sant’Ana, destacou a dificuldade de logística que o tricolor terá no grupo B, junto com Fortaleza, Moto Club e Altos. “A gente faz uma viagem para o Maranhão e outra para o Piauí. Mas é trabalhar, ter um elenco de qualidade, o calendário tem jogos quarta e domingo. No ano passado a gente chegou invicto na final e perdeu o título, este ano a gente estava invicto até a derrota para o Santa Cruz (na semifinal). O Bahia perdeu nas duas vezes para o campeão. Tomara que no ano que vem a gente demonstre um pouco mais de competência e uma pitadinha de sorte para conquistar esse título”, disse o dirigente tricolor.

A Juazeirense é o outro representante baiano na disputa e caiu no grupo C, com Sport, Sampaio Corrêa e River. “Gostamos do grupo que caímos e agora é trabalhar para representar bem a Bahia e, principalmente, o Vale do São Francisco. Queremos buscar a classificação para a segunda fase. É o nosso segundo ano consecutivo na Copa do Nordeste e queremos ir longe. Será mais um grande desafio para a Juazeirense”, disse Roberto Carlos, presidente do Cancão de Fogo.

O grupo D tem ABC, CRB, CSA e Itabaiana. No grupo A está a polêmica do campeonato. Atual vice-campeão cearense, O Uniclinic desistiu de disputar a Copa do Nordeste, os herdeiros Guarani de Juazeiro e, depois, Guarany de Sobral também desistiram, e o segundo representante do estado do Ceará ainda está indefinido, à espera do parecer da CBF. O Ceará, quarto da linha sucessória, será o beneficiado caso a manobra seja aceita.
Por: Correio

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios *

*

dezenove + um =