Home / Destaque / Cirurgia de Bolsonaro é adiada por causa de inflamação, dizem médicos do Albert Einsten

Cirurgia de Bolsonaro é adiada por causa de inflamação, dizem médicos do Albert Einsten

A equipe médica do hospital Albert Einstein decidiu adiar a cirurgia do presidente eleito, Jair Bolsonaro, para retirar a bolsa de colostomia passou a usar desde que sofreu um atentado em Juiz de Fora (MG), em setembro, quando estava em campanha.

Inicialmente, o procedimento estava previsto para ser realizado no dia 12 de dezembro, após sua diplomação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Entretanto, exames detectaram uma inflamação, problema que causou o adiamento da cirurgia.

“Exames de imagem ainda mostram inflamação do peritônio e processo de aderência entre as alças intestinais. A equipe decidiu em reunião multiprofissional postergar a realização da reconstrução do trânsito intestinal. O paciente será reavaliado em janeiro para definição do momento ideal da cirurgia”, afirmou o hospital através de nota.

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios *

*

catorze − doze =