Home / Destaque / Ministro da Educação admite que errou ao pedir que escolas filmassem crianças cantando o hino

Ministro da Educação admite que errou ao pedir que escolas filmassem crianças cantando o hino

O ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, reconheceu, hoje (26), que errou ao pedir que as escolas filmassem seus alunos cantando o Hino Nacional.Ontem (25), o Ministério da Educação (MEC) enviou um e-mail para as escolas do país, no qual solicitava a leitura de uma carta de Vélez e orientava que, após a leitura, os responsáveis pelas escolas executassem o Hino Nacional e filmassem as crianças durante o ato.

O texto continha as frases “Brasil acima de tudo” e “Deus acima de todos”, slogan de campanha do presidente Jair Bolsonaro. O pedido gerou críticas de educadores e juristas.

“Eu percebi o erro, tirei essa frase, tirei a parte correspondente a filmar crianças sem a autorização dos pais. Evidentemente, se alguma coisa for publicada, será dentro da lei, com autorização dos pais”, afirmou.

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios *

*

12 + catorze =