Home / Destaque / China proíbe voos locais com modelo de aeronave que caiu na Etiópia

China proíbe voos locais com modelo de aeronave que caiu na Etiópia

Após a queda do Boeing 737 MAX 8 da Ethiopian Airlines, que deixou 157 mortos, o órgão que supervisiona a aviação na China ordenou que todas as companhias aéreas do país suspendam os voos locais com o modelo. A empresa etíope também anunciou que deixou de usar a aeronave.

O caso ocorrido ontem (10) foi o segundo acidente em cinco meses com o modelo, que é a versão mais recente do avião comercial mais vendido no mundo. O primeiro foi registrado no final de outubro de 2018, quando 189 pessoas morreram em um voo da empresa Lion Air, da Indonésia. Nos dois casos, as aeronaves caíram pouco depois da decolagem.

De acordo com o órgão chinês, será necessário entrar em contato com a Boeing para obter mais informações. “Dado que os dois acidentes envolveram dois modelos Boeing 737 MAX 8 entregues recentemente e que ocorreram durante a fase de decolagem, há algum grau de semelhança”, afirmou a Administração da Aviação Civil da China.

Por: Metro 1

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios *

*