Home / Destaque / CNJ abre processos contra magistrados do TJ-BA investigados na Operação Faroeste

CNJ abre processos contra magistrados do TJ-BA investigados na Operação Faroeste

O corregedor nacional de Justiça, ministro Humberto Martins, instaurou vários procedimentos administrativos contra magistrados do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) investigados na Operação Faroeste, que apura em esquema de venda de sentenças.

Quatro desembargadores e dois juízes foram afastados por decisão do ministro Og Fernandes, do Superior Tribunal de Justiça (STJ). O inquérito investiga fraude e grilagem em disputa de terras em uma área de mais de 300 mil hectares no oeste do estado.

A Corregedoria Nacional de Justiça expediu, na última terça-feira (19), ofício ao ministro do STJ para que sejam compartilhados provas e documentos decorrentes do inquérito e de outros procedimentos vinculados.

Humberto Martins afirmou, em nota, que as apurações são desenvolvidas pelo CNJ de forma célere e em total obediência ao Regimento Interno do Conselho Nacional de Justiça e da Lei Orgânica da Magistratura (Loman).

Por: Metro1

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios *

*

10 + 10 =