Home / Destaque / Sete anos depois, processo contra ex-presidentes do TJ-BA ‘caduca’ no CNJ

Sete anos depois, processo contra ex-presidentes do TJ-BA ‘caduca’ no CNJ

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) extinguiu, na sessão de ontem (3), a punibilidade dos ex-presidentes do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) Telma Laura Silva Britto e Mário Alberto Simões Hirs.

De acordo com o Bnews, o CNJ reconheceu a prescrição de processo disciplinar administrativo contra os dois desembargadores.

Telma e Mário Alberto foram afastados preventivamente do cargo em abril de 2013, em sindicância realizada pela Corregedoria.

O processo administrativo disciplinar foi aberto devido ao descumprimento de determinações feitas nas gestões dos corregedores nacionais Gilson Dipp e Eliana Calmon.

Entre as acusações contra eles, estava a suspeita de inflar em R$ 448 milhões os valores de precatórios, que são as dívidas do poder público reconhecidas pela Justiça.

Por: Metro1

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios *

*

treze + dez =