Home / Destaque / Árbitro relata ameaças de presidente do Vitória em súmula

Árbitro relata ameaças de presidente do Vitória em súmula

O árbitro da partida entre Vitória e Ceará, vencida pelos cearenses por 4 a 3 na noite de ontem (26) pela Copa do Brasil, registrou ofensas e ameaças do presidente do rubro-negro, Paulo Carneiro. O dirigente invadiu o gramado no intervalo do jogo, quando o Leão vencia por 2 a 1, e foi até o trio de arbitragem. Segundo relato registrado pelo árbitro Paulo Roberto Alves Junior, Carneiro prometeu que ele iria “apanhar”.

“Após o término do 1º tempo, o Sr. Paulo Roberto de Souza Carneiro, presidente do E.C.Vitória, invadiu o campo de jogo sem utilizar máscara, desrespeitando as diretrizes da competição. O mesmo veio em direção a equipe de arbitragem, e foi contido pelo policiamento. Cito que o mesmo proferiu as seguintes palavras gritando a este árbitro: ‘Seu moleque do caralho, vagabundo, sem vergonha, olha a merda que você fez, veio roubar a gente aqui, mas aqui você apanha seu vagabundo’. Sendo que me senti ofendido em minha honra”, escreveu o árbitro.

Paulo Roberto Alves Junior também registrou as ameaças de Paulo Carneiro ao meia Vinícius, do Ceará. Ex-jogador do Bahia, o atleta ficou marcado por ter protagonizado uma polêmica em 2018, durante um Ba-Vi. Desta vez, Paulo Carneiro partiu para cima do jogador e precisou ser contido.

“Informo que o citado logo após os fatos narrados, se dirigiu próximo ao vestiário da equipe do ceará, onde se encontrava o atleta de n°29 sr. Vinícius Goes Barbosa de Souza, que estava concedendo entrevista, proferindo as seguintes palavras em tom de voz alta: ‘aqui se apanha, seu vagabundo, você sabe que aqui você apanha, comigo a história é outra. Fica caladinho aí seu vagabundo, le dou porrada”. O mesmo foi contido por um funcionário e atleta da equipe E.C. Vitória”, declarou o árbitro.

O juiz do jogo também registrou uma tentativa de intimidação do atacante Leo Ceará, que foi expulso ainda no primeiro tempo. Sem máscara, o atleta rubro-negro tentou se dirigir ao trio de arbitragem, mas foi contido por companheiros de equipe.

Por: Metro1

 

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios *

*

treze − treze =