Home / Destaque / Pesquisa da ONU afirma que pandemia afetou mais mulheres do que homens

Pesquisa da ONU afirma que pandemia afetou mais mulheres do que homens

A Organização das Nações Unidas (ONU) afirmou em publicação ontem (26) que a pandemia do Covid-19 fez com que mulheres de todo o mundo assumissem a maior parte das tarefas domésticas extras surgidas durante o momento, o que, de acordo com eles, fez com que a igualdade de gênero retroceda em anos.

Um relatório da ONU Mulheres, o “Whose time to care?” (De quem é a vez de cuidar?), revelou que além do aumento não remunerado do trabalho profissional, para ambos homens e mulheres, as figuras femininas ainda enfrentam um fardo no cuidado. O texto informa que as mulheres estão assumindo mais tarefas domésticas que os homens durante a pandemia e são mais suscetíveis a deixar o mercado de trabalho, possivelmente como resultado desse aumento da carga de trabalho doméstico.

Foram analisados pela entidade dados de 38 países para formar um panorama sobre o trabalho não pago e feitas pesquisas telefônicas e online em quase 50 países. As mulheres questionadas contaram que estão gastando, em média, 5,2 horas a mais por dia cuidando dos filhos, enquanto os homens, 3,5 horas. O aumento do tempo na cozinha para as mulheres foi de 32%, enquanto par homens foi de 18% e o de tempo com a limpeza geral da casa foi de 45% para elas e 35% para eles.

Além disso, a ONU relatou, na quarta-feira (25) que a violência doméstica contra as mulheres e cometidas contra meninas refugiadas, deslocadas internamente e apátridas, foram agravadas durante a quarentena.

Por: Metro1

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios *

*

2 × 3 =