CulturaDestaqueEducaçãoLugares cruzalmenses

O CENTENÁRIO PRÉDIO DA ANTIGA CADEIA

O prédio da antiga Cadeia Pública, localizado na Rua XV de Novembro, 56, Centro, e que atualmente abriga a Casa da Cultura Galeno D’Avelirio, foi construído em 1922. Portanto, está completando 100 anos de existência!

Como cadeia municipal, construída ainda na intendência do Coronel Januário Rodrigues Velame, muitas são as histórias que recheiam o seu passado. Alguns visitantes da Casa da Cultura emocionam-se ao chegar hoje no prédio e reverem as celas onde, na época da Ditadura Militar, ficaram presos antes de serem transferidos para o presídio em Salvador,  “recolhidos para averiguação”. Ou o dia em que, lá na década de 50, uma multidão correu para lá, incrédula com a notícia, e ver de perto o corpo cravejado de balas do bandido Guabiraba, morto pela polícia volante. Houve também a prisão de um conhecido cigano, que depois comprovou-se injusta, e os seus parentes ciganos passavam dias e noites na porta e arredores da cadeia, chorando e aguardando pela sua soltura.

Com o fechamento da Cadeia Pública, que seria transferida para outro local, nos meados da década de 80, Gláucia Guerra de Oliveira, Nelson Magalhães Filho, Hermes Peixoto, Luciano Passos, Graça Sena, Lita Passos e Luis Carlos Mendes, formaram um grupo de artistas e dirigiram-se ao prefeito Carmelito Barbosa Alves para reivindicar o prédio antigo que estava sendo desocupado. Depois de muita luta argumentativa, foi finalmente cedido o local e começaram então as reformas. Inclusive, uma das exigências do grupo fundador era de que fossem mantidas as características arquitetônicas do prédio. Então, no dia 27 de Julho de 1987, veio a inauguração da Casa da Cultura Galeno D’Avelírio.

Aliás, é um dos poucos imóveis antigos da nossa cidade que  preserva suas características  arquitetônicas e ainda abriga importantes obras de arte e eventos culturais!

(Fontes: Revista Literária  Reflexos de Universos e Blog Almanaque Cruzalmense)

EDISANDRO BARBOSA BINGRE – Escritor,  poeta, professor, pesquisador memorialista e criador do blog Almanaque Cruzalmense.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo