DestaqueEducaçãoNotíciasPolíciaRegião

Professor de Colégio da Polícia Militar é acusado de trocar gabarito de provas por nudes de alunos

Mais um escândalo envolvendo denúncias de assédio sexual em unidade de ensino veio à tona esta semana. Desta vez, o caso ocorreu em um Colégio da Polícia Militar (CPM), localizado no bairro da Ribeira, em Salvador. Informações obtidas pelo BNews dão conta de que um professor da instituição, que no momento atuava como assistente de coordenação, teria oferecido gabarito de provas em troca de fotos íntimas de alunos.

De acordo com uma aluna da instituição de ensino, que preferiu não ser identificada, o acusado antes atuava como professor de história no colégio e sempre foi próximo dos alunos. “Ele costuma andar muito com os meninos do 9º ano e com os meninos do time de futebol do colégio”, contou. “Essa história de que ele pedia nudes dos alunos rola desde 2021, mas só agora estourou”, emendou.

Ainda segundo a aluna, em razão do vazamento do gabarito, a diretoria do CPM Ribeira teria decidido cancelar as avaliações da 3ª unidade do ano letivo. Em um áudio ao qual o BNews teve acesso, é possível ouvir um suposto responsável pela instituição de ensino convocar uma reunião “urgente” com pais de alunos do 3º ano do Ensino Médio do colégio para abordar o caso.

“Vai ser explicado todo o procedimento que está sendo feito com relação a esse caso. Até o momento não tem nada sobre fotos de celular, o que nós temos de concreto é o vazamento do gabarito. Esse negócio de foto está sendo investigado”, diz o autor do áudio.

A reportagem entrou em contato com a Secretaria Estadual da Educação (SEC), responsável pela gestão do CPM Ribeira, que afirmou que “o servidor foi afastado da unidade até a apuração dos fatos”.

BNews também entrou em contato com a assessoria de comunicação da Polícia Militar da Bahia (PM-BA), que informou que o caso está sendo apurado.

Confira nota na íntegra:

“A Polícia Militar da Bahia esclarece que afastou um funcionário civil do CPM Ribeira, contratado pela Secretaria de Educação através de Reda como auxiliar administrativo desde a última segunda-feira (9), assim que tomou conhecimento da denúncia de vazamento do gabarito de uma prova. Uma apuração está em curso e é acompanhada pelos dois diretores da unidade escolar”.

Já o professor envolvido na denúncia, ao ser procurado pela reportagem, até o momento da publicação da matéria não havia se manifestado sobre o caso.

Por BNEWS

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo