BrasilNotíciasSaúde

Brasil enfrenta possível recorde de mortes por dengue em 2023: com temperaturas elevadas acendendo o alerta para o futuro

O Brasil está prestes a enfrentar um cenário preocupante no combate à dengue, com a possibilidade de alcançar um recorde de mortes causadas pela doença em 2023. De acordo com dados recentes do Ministério da Saúde, até a semana epidemiológica 48, encerrada em 2 de dezembro, foram registrados 1.053 óbitos relacionados à dengue, número igual ao total registrado durante todo o ano de 2022, o mais letal já registrado no país.
Segundo a Dra. Marcela Rodrigues, diretora clínica da Salus Imunizações, a tendência é que o número de mortes ultrapasse o registrado no ano anterior, uma vez que ainda não foram atualizadas as informações referentes à semana epidemiológica 49 (03 a 09/12). Além disso, existem 217 óbitos em investigação, aumentando ainda mais a probabilidade de 2023 estabelecer um novo recorde de mortes por dengue no Brasil.
Um fator que pode estar contribuindo para o aumento expressivo de casos e óbitos de dengue é o clima. As temperaturas mais altas registradas neste ano podem estar diretamente relacionadas à grande quantidade de casos e mortes. Esse cenário acende um alerta para a possibilidade de um 2024 ainda mais desafiador no combate à doença.
A dengue é uma doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti e pode se manifestar de forma grave, com complicações que podem levar à morte. A prevenção é fundamental para o controle da doença, e medidas como o combate aos criadouros do mosquito, uso de repelentes e adoção de hábitos de higiene são essenciais para reduzir a disseminação do vírus.
Dra. Marcela Rodrigues ressalta a importância de conscientizar a população sobre a gravidade da dengue e a necessidade de ações efetivas no combate ao mosquito transmissor. Ela destaca que as autoridades de saúde devem intensificar as medidas de prevenção, além de investir em campanhas educativas que promovam o engajamento e a participação ativa da comunidade.
“A dengue é um problema de saúde pública que afeta milhões de pessoas todos os anos. É crucial que governos, profissionais de saúde e a população em geral estejam unidos na luta contra essa doença. Precisamos reforçar as ações de prevenção, investir em pesquisas e promover a conscientização sobre a importância de eliminar os focos de reprodução do mosquito” e também a imunização, enfatiza a Dra. Marcela Rodrigues.
A Salus Imunizações, clínica especializada em vacinação, reitera seu compromisso em contribuir para a conscientização e prevenção da dengue, oferecendo vacinas e orientações adequadas aos seus pacientes. A clínica também destaca a importância de buscar orientação médica e seguir as recomendações das autoridades de saúde para o controle e combate da doença Afima Dra Marcela.
Mais Sobre Dra Marcela Rodrigues: 
Médica Dermatologista, Diretora Clínica da Salus Imunizações

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo